domingo, 13 de abril de 2008

Porque tornei-me ateísta

Por Sandra Regina Malafaia.
Gostaria de contar-lhe um pouco da minha experiência com " religiões" e porque tornei-me atéia (talvez um dos mais recentes membros dentre os milhões de cabeças realmente pensantes que habitam nosso planeta).
Fui educada com base na decadente igreja católica apostólica romana, com direito à primeira comunhão, batismo, crisma e outras tolices que me foram empurradas goela abaixo pela escola onde estudei, dos 7 aos 16 anos de idade.
Cresci acreditando em um deus castrador,vingativo e carrancudo, a quem muitas vezes pedi perdão , esfolando meus joelhos em longas penitências impostas pelo meu confessor - o padre diretor da escola - que me fazia repetir orações feito um papagaio e rogar o perdão de deus a pecados que jamais cometi!
Hoje me pergunto que tantos "pecados" uma menina de 7 ou 8 anos comete para receber tal punição?
"Por culpa de umas questões paralelas"(sem querer plagiar o Chico Buarque), fui estudar em um colégio mantido pelo estado, quando completei dezessete anos , onde não havia padres nem freiras para me distribuírem santinhos nem imputar-me penitências diante de confissões semanalmente agendadas.
Senti-me imensamente aliviada...
Sempre gostei de ler e fui aluna exemplar ,desde a mais tenra idade até meu curso de especialização em Enfermagem Médico-Cirúrgica, concluído em 1.984, na UFPR.
Continuo devorando livros(e mais atualmente home pages) até hoje!
Sou questionadora nata, acho que o ponto de interrogação "faz parte da minha cadeia de genes".
Porém, não tive a oportunidade de estudar profundamente os grandes pensadores da história.
Estudei a Bíblia Sagrada(que de sagrada, na minha opinião não tem nada!),por força das circunstâncias...
Procurei conhecer o que outras religiões ou seitas tinham a me oferecer e se eram capazes de elucidar minhas indagações.
Novas decepções, pois queriam por toda a lei que eu acreditasse em algo(ou em alguém) que não é percebido por nenhum dos meus quatro sentidos : eu não vejo deus, não toco deus,não sinto cheiro de deus, não ouço o som de sua voz.Não citei o paladar, pois soaria um tanto quanto estranho "sentir o sabor de deus".
E ainda pior: queriam que eu acreditasse que tal "ser" tem qualidades como onisciência(sabe tudo),onipresença(está em todos os lugares) e onipotência(é o dono de tudo).
Além, também queriam que eu acreditasse que era um aparelho "três em um",o que para a época de Adão e Eva, julgo ser um conceito de vanguarda!
Busquei respostas nas filosofias orientais,no espiritismo,no taoísmo e nenhuma me aproximava deste misterioso e invisível ser, que só se mostra quando e onde quer, que tem o tempo dele(que é bem diferente do nosso), que só é acessado pela fé,em cultos extremamente barulhentos, onde manifestações de histeria coletiva ou encenações individuais ludibriam pessoas até com conexões neurais privilegiadas!
Esse deus deixou uma "receita de bolo", "um manual do fabricante", para que a humanidade não se desviasse de seus caminhos
Tal livro mais parece uma colcha de retalhos mal emendada do que propriamente um livro infalível e de inspiração divina,como querem e afirmam os que perderam a capacidade de discernimento.
Então eu pergunto: que deus é esse, que apreciava tanto o sacrifício de cordeiros,bodes,e outros bichos mais, desde o começo do antigo testamento até o final?
Se ele é o dono de tudo, porque cargas d'água precisa dos meus dízimos e ofertas depositados em arcas especialmente preparadas nos altares dos templos onde muitos deixam seu suado dinheirinho,em troca de bênçãos que jamais serão alcançadas?
Que deus é esse que faz , em seu manual , apologia ao racismo e o extermínio de povos que eram contrários aos seus mandamentos?
Quem é esse deus que faz com que seu povo escolhido peregrine nos desertos por muitos anos, condenando sabe-se lá quantos dos seus filhos à morte, em busca de um oásis prometido?Isso sem falar nos pobres bebês do sexo masculino que certamente morriam aos montes(de infecções ou hemorragias), vítimas da ridícula circuncisão!
Que deus é esse que induz seu povo à guerras contra seus semelhantes, só por pensarem de modo diferente?
Que deus é esse que muda sua própria lei ,quando os evangélicos afirmam que no tempo de Moisés vivia-se na época da lei e no novo testamento, com a vinda de jesus, vive-se na época da graça?
Como posso acreditar nesse tal deus onipotente,onisciente e onipresente, que anbandona suas mais perfeitas criaturas (feitas à sua imagem e semelhança) por tanto tempo, à sua própria sorte e permite guerras, genocídios,extermínios de povos,destruição de preciosos ecossitemas, sem falar nas barbaridades descritas na própria bíblia?
Será que fica apreciando tudo isso,sentado em um belo trono dourado, jogando xadrez ou "go" com seu arquinimigo, satanás, para ver que vencerá a partida?E nos intervalos, ainda tem uma canja do coral de anjos?
Onde estava deus,quando Hitler matou milhões em campos de concentração,quando o Kimmer Vermelho dizimou a população inteira de um país,onde a Santa Inquisição condenou à morte cruel muitos cérebros privilegiados?
E, mais recentemente, porque ele, em sendo onipotente,não impediu que esse louco do Bin Laden chocasse o mundo , usando seu próprio nome(o de deus) em vão?
São esses só alguns dos poucos questionamentos que faço a meus colegas de trabalho(a maioria , evangélicos de carteirinha, pertencentes à igrejas tão diversas que eu nem saberia citar-lhes os nomes).
E sempre ouço a mesma resposta:é por causa do pecado!
Quanta punição, somente por causa do conhecimento do bem e do mal!
Quão" pernicioso " é e sempre será para o homem o conhecimento!
Mais recentemente,resolvi dar mais uma chance a esse deus, desafiando-o a curar meu marido,diante da insistência de amigos e parentes:ele é portador de esclerose múltipla,patologia de caráter auto imune, para a qual a medicina ainda não obteve a cura e nem determinou a etiologia.
Participei de dois cultos evangélicos e no primeiro deles, o pastor disse às muitas pessoas presentes no imenso templo ,que havia recebido naquela tarde(era domingo), uma mensagem do espírito santo, enquanto ele(pastor) assistia a uma partida de futebol.
Um dos componentes do aparelho "três em um" (santíssima trindade) disse ao pastor que o valor da oferta naquela noite deveria ser algo entre 210,00 a 220,00 para cada um depositar na arca! Isso já no início do sermão !
Sem comentários1!
Em outra igreja, acompanhada por um casal de amigos, lá vou eu novamente tentar mandar um "e-mailzinho" para esse deus, desafiando-o a curar meu marido em troca da minha incondicional e eterna fé nele...
Mais uma decepção,pois no auge do culto, a filha da pastora que o conduzia ,exortou a multidão para que não parasse de orar e louvar, em alto e bom som o "senhor altíssimo" pois ela acabara de ter uma visão: disse ter visto uma legião de anjos adentrando à igreja, amarrando suas sapatilhas para dançarem em louvor a jesus que, ricamente trajado com vestes de ouro, apreciava a multidão próximo ao púlpito...
Então eu não me contive e cutuquei minha amiga, perguntando-lhe porque anjos precisavam de sapatilhas para dançar para deus!
Saí do local com uma tremenda dor de cabeça e prometi a mim mesma nunca mais me deixar influenciar por opiniões de amigos.
Prefiro manter as minhas próprias convicções ,onde princípios morais e éticos estão completamente desvencilhados de religião, seitas ou crenças em entidades sobrenaturais.
Prefiro continuar acreditando na ciência e nos fatos e inclusive sempre questionando-a,posto que também é falível e alvo de questionamentos,pois se assim não o fosse, não teria evoluído.
E se não fosse esse ópio do povo (além das novelas da globo), talvez a cura não só da esclerose múltipla mas de outros terríveis males que assolam a humanidade já tivessem ao nosso alcance.

Pessoal participa da comunidade e convidem seus amigos.Para visualizar a página da comunidade 'Evo vs Cria 2.0', acesse: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=47972464

2 comentários:

Cézar Daniel disse...

legal, tem algumas falhas de argumentação, mas em geral é um bom texto.

concordo com você,ninguém precisa de deus pra viver a vida =]

anoitecerdosanimes disse...

Bom achei bem legal são perguntar que se qualquer pessoa fizer fudeu temos ai uma guerra santa ^.^

mas achei bem legal so ateu desde os 12 anos e concordo com tudo mas no meu caso a minha familia sempre me deu uma certa liberdade pra pensar no que quero então por uns 4 anos estudos diferentes religiões afim so de curiosidade e ver como as pessoas são fracas ao ponto de acreditar q tem alguem ajudadando elas o tempo todo.